Saiba como acreditação contribui com serviços de saúde

Acreditação ajuda EAS na crise

Por Ronaldo José Damaceno, são Paulo, 25/11/2022 – revisado em 29/03/2024

A acreditação em saúde no Brasil ganhou força a partir de 1998 e hoje conta com mais de 600 Estabelecimentos de Serviços de Saúde acreditados, com selos nacionais e internacionais. No passado recente, as organizações viam essa iniciativa como diferencial; porém hoje, é percebida como necessária e até obrigatória para sua permanência no mercado. Em meio a essa crise que o país vive, o sistema foi testado ao extremo e os resultados dessas organizações comprovam que a ferramenta é recomendada para reduzir despesas desnecessárias com retrabalho.

O custo inicial de implantação em ajustes físicos do estabelecimento, como de educação e treinamento para capacitação e engajamento da equipe, além do desenvolvimento dos documentos e protocolos, obriga essas organizações a praticarem o planejamento estratégico, a refletirem seus perigos e riscos, bem como ações preventivas de contingência, como de mitigação, melhorando a comunicação interna para o tratamento adequado dos eventos que são pertinentes em suas atividades.

Ter isso, reduz consideravelmente processos jurídicos por danos morais e prejuízos financeiros ou danos à imagem da organização e de seus colaboradores. É nítido que esses serviços estão melhores e mais seguros, alçando novos resultados financeiros, devido ao aumento de credibilidade junto a classe médica e aos seus usuários. Os planos de saúde também se sentem mais seguros e já notam que o custo com o retrabalho é menor nesses serviços, reduzindo o tempo médio de internação ou repetindo menos os exames.

Acreditare Gestores, oferece consultoria, mentoria e treinamento sobre Acreditação na saúde

Não tem como deixar de enxergar que as melhorias são significativas e que todos ganham com a Acreditação: empresa, médico solicitante, paciente, plano de saúde, governo e sociedade como um todo. Porém como investir nesse processo em meio a essa crise? Esta é a pergunta que mais ouço. A resposta é bem simples, se você não corrigir logo seus processos, estabelecendo os protocolos, prevendo seus perigos e riscos, com certeza você terá muitas dificuldades ao final da crise, pois terá perdido mais clientes para esses serviços acreditados.

É a hora da verdade para os Estabelecimentos de Serviços de Saúde. Não tem como continuar assistindo o filme e torcendo por um final diferente. É preciso fazer um esforço, ir à luta e reconstruir a história. O mercado morre para quem deixa de ser competitivo, para aquelas empresas que não se renovam, não planejam e principalmente, que não investem em conhecimentos, para reformular seus processos, pela busca incessante de satisfazer seus clientes, que retribui com seu dinheiro nos serviços e produtos adquiridos.

A corrida está longe do fim, ainda existe tempo e espaço para encarar uma reformulação de gestão para um processo seguro de Acreditação, mas não se pode acreditar que ela sozinha fará o milagre de salvar a empresa. A crise que o país atravessa é séria e delicada, não passará da noite para o dia, mas somente as empresas preparadas serão capazes de atravessar essa turbulência. A acreditação tem se mostrado um barco seguro, capaz de apoiar altas tempestades, mas ainda depende de comandantes com visões de futuro, ousados e obstinados em conseguir novos resultados.

Entendo que as empresas de Serviços na Saúde, encontraram um aliado forte para combater a crise e esse aliado é a Acreditação e se você resolver optar por esse caminho, espero que conte com Acreditare Gestores para obter resultados superiores. Atualmente, 2% dos Estabelecimentos dos Serviços de Saúde são acreditados e Acreditare Gestores representa 11% destes serviços acreditados.

Contar com apoio de uma consultoria, ajuda a tomada de decisão e acelera o processo de acreditação, uma vez que a experiência acumulada nos processos anteriores, com diversas Instituições Acreditadoras de Certificação – IAC, facilita na adequação dos processos e consequentemente no processo de educação e melhoria contínua.

Leia mais

Siga e compartilhe nas redes:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress